Noticias

Polícia prende “engenheiro” do túnel usado no assalto ao Banco Central em 2005

A Polícia Civil de São Paulo prendeu nesta 6ª feira um homem apontado como sendo o engenheiro responsável pela obra do túnel subterrâneo que resultou no assalto ao Banco Central do Brasil, em Fortaleza, ocorrido em 2005.

Imagem reprodução

Marcos Rogério Machado de Morais, também conhecido como “Cabeção” ou “Rogério Bocão”, foi preso em um estacionamento de um shopping em Sorocaba, no interior de São Paulo.

Ele é foragido da justiça desde 2011, existindo em seu desfavor três mandados de prisão em aberto.

O assalto ao Banco Central em Fortaleza é considerado o maior da história do Brasil. Na data, os criminosos levaram cerca de R$ 164 milhões em notas de R$ 50. O plano para o crime começou cerca de três meses antes do furto, com o aluguel de uma casa próxima à sede do BC. Posteriormente, os ladrões escavaram um túnel que possibilitou a invasão ao Banco.

O crime só foi descoberto no início do expediente do dia seguinte, em 8 de agosto. Do total furtado, a Polícia Federal estima que, no máximo, R$ 60 milhões foram recuperados por meio da venda de bens dos participantes ou pelo resgate de quantias em espécie durante as investigações. Ao todo, 119 réus foram condenados pelo crime.

Como foi a prisão

O delegado Rogério Barbosa Tomás disse que a investigação começou há um mês. “Nós tinhamos a informação que ele estava na região de Sorocaba, na cidade de Salto”, disse o delegado. “Ele tomava cuidado para não ser localizado. Tinha mais de um imóvel e a gente só conseguiu localizar uma residência dele. Realizava vários deslocamentos com veículos distintos e não se encontrava com familiares na residência.”

Tomás destacou que Cabeção participou de outros crimes e em 2011 foi resgatado da penitenciária onde estava preso. “Agora a gente vai continuar as investigações pra descobrir se nesse periodo que ele tava foragido se ele particippou de outras ações criminosas, principalmente essas vultuosas em relação a instituições financeiras e o que ele fez pra se manter tanto tempo foragido.”

Cabeção irá cumprir os mandados de prisão, dois no Ceará e um no Tocantins, e será levado para estes estados para responder aos processos.

As informações são só SBT News.

CURTA NOSSAS REDES SOCIAIS

  

Atenção, não somos responsáveis pelos comentários