ADAB em parceria com o consórcio Chapada Forte e Prefeitura de Andaraí promovem ação educativa sobre abate de animais

A ADAB em parceria com o consórcio Chapada Forte e Prefeitura de Andaraí, promoveram na manhã desta quinta-feira (16) uma ação educativa sobre o abate de animais. O evento contou com a participação de representantes de vários municípios consorciados, estiveram presentes, secretários de agricultura, secretários de saúde, equipe de vigilância sanitária, produtores, comerciantes, açougueiros, marchantes, e consumidores de produtos animais.

Carlos Augusto, Diretor de Defesa Animal (ADAB), fez questão de explicar a todos que se tratava de um evento educativo, “nesse primeiro momento não terá fiscalização e sim uma conscientização de todos para que tenhamos um controle rigoroso no abate de animais, seja bovino, caprino, suíno e aves”.

“O objetivo é conscientizar cada vez mais a população sobre a importância de organização de toda a cadeia produtiva de origem animal, promovendo segurança alimentar e de qualidade para salvaguardar a saúde humana. Acredito no poder de transformação que o conhecimento traz e esperamos que cada participante seja um porta-voz, um multiplicador da informação. Queremos uma Chapada cada vez mais FORTE”. Destacou Wilson Cardoso, Prefeito anfitrião do evento.

A ação educativa teve como ponto central o abate irregular de animais, esse tema foi de grande importância para esclarecer aos comerciantes e a população sobre os perigos do consumo de um alimento de origem desconhecida. Durante o abate irregular, não se tem uma inspeção sanitária. Esses produtos podem ser obtidos em condições precárias de higiene, o que leva à contaminação por bactérias, animais doentes, ou com parasitas que podem chegar à mesa do consumidor.

“Cada vez mais a população têm se preocupado com a origem dos alimentos que consomem, e essas ações fazem parte do compromisso que é levar conhecimento para que as pessoas possam escolher os produtos mais seguros na hora da compra.” Ressaltou a veterinária Amanda Santos.

Segundo estudos realizados por órgãos da saúde pública, atualmente há mais de 30 doenças transmissíveis via carne contaminada. Entre as principais zoonoses, encontram-se a tuberculose, cisticercose, brucelose, botulismo, aftosa e raiva. A mais grave doença transmitida por carne, a cisticercose, também conhecida como “solitária” que se instala no cérebro das pessoas, provocando cegueira, surdez ou distúrbios neurológicos. A doença pode ainda atacar a musculatura do coração, o fígado e os pulmões.

O coordenador de Inspeção da ADAB, Dr. José Ramos, trouxe em sua palestra, a importância de um acompanhamento e fiscalização pelos órgão municipais e estaduais, apresentou imagens que mostram os riscos quando alguém compra um alimento que não teve os devidos cuidados sanitários, alimentos estes as vezes responsáveis por superlotação em unidades de saúde.

“Todos puderam entender que se tratava de um evento de conscientização, um tema que envolve saúde pública”. Concluiu Cardoso

Kleber Medrado

Kleber Medrado é Jornalista com registro profissional 0006598/BA, editor Chefe do SeLigaChapada.com.brDesde 2013 trazendo informações da região Chapadeira para o mundo.

%d blogueiros gostam disto: