Noticias

Operação Carnaval da CIPPA/Lençóis Desarticula Caça Ilegal e Serraria Clandestina em Iramaia

Em uma ação decisiva de combate aos crimes ambientais, a Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental de Lençóis (CIPPA/Lençóis), da Polícia Militar da Bahia, realizou, na manhã do dia 07 de fevereiro de 2024, a “Operação Carnaval” na cidade de Iramaia, na Chapada Diamantina. A operação teve início às 08:30, com o deslocamento da guarnição Hotel para investigar uma denúncia de caça ilegal de animais silvestres e a existência de uma serraria clandestina na região.

Chegando ao local, a equipe da CIPPA/Lençóis confirmou a veracidade das denúncias, encontrando uma série de evidências que apontavam para a prática de crimes ambientais. Foram apreendidos diversos maquinários utilizados na serraria ilegal, além de 3 metros cúbicos de madeira de anjico já beneficiada. No local, também foram encontradas portas fabricadas ilegalmente, duas calças e uma gandola camufladas, além de um vasto arsenal utilizado na caça ilegal, incluindo armadilhas para captura de tatus, uma espingarda cartucheira calibre 28, três espingardas artesanais, munições, pólvoras, chumbo, espoletas, e ferramentas para a confecção de munições.

O responsável pelo local, foi detido e, juntamente com todo material apreendido, foi apresentado à Autoridade Policial na Delegacia Territorial de Jequié, onde foi lavrado o auto de flagrante, gerando o boletim de ocorrência Nº 00091688/2024.

Esta operação destaca o compromisso contínuo da CIPPA/Lençóis e da Polícia Militar da Bahia com a preservação do meio ambiente e o combate rigoroso aos crimes que ameaçam a biodiversidade da região da Chapada Diamantina. A PMBA reitera a importância da colaboração da população no combate aos crimes ambientais e incentiva que denúncias sejam feitas através do Disque-Denúncia, pelo número 75 99951-5994.

Acompanhe mais sobre as ações da CIPPA/Lençóis em nossa página oficial no Instagram: CIPPA Lençóis Oficial.

PMBA, uma Força a serviço do cidadão!

CURTA NOSSAS REDES SOCIAIS

  

Atenção, não somos responsáveis pelos comentários