Andarai - BANoticias

Bons sentimentos marcaram a chegada de 2023 no Réveillon das Águas em Andaraí na Chapada Diamantina

As águas do 33º Réveillon de Andaraí trouxeram paz e esperança. Até a chuva, que alguns temiam atrapalhar a festa, viveu a primeira noite do evento em harmonia perfeita com as milhares de pessoas que lotaram o Balneário do Rio Paraguaçu ansiosas para a chegada de 2023. E o ano novo chegou lindo: por mais de vinte minutos os olhares buscaram o céu. Não só a linda queima de fogos foi destaque, como também os agradecimentos a Deus pelas conquistas e novos pedidos foram compartilhados entre estouros de champanhes e abraços calorosos.

Imagens – Kleber Medrado – @seligachapada

Coube ao prefeito Wilson Cardoso ressaltar a importância de celebrar a vida e a esperança, e fazer a contagem regressiva da Virada. “Andaraí recebe a todos de braços abertos, pedindo a Deus que ele amplie a nossa capacidade de trabalho e de realizações, para que o nosso município continue crescendo e atraindo a cada dia mais pessoas que sairão daqui apaixonadas por este verdadeiro paraíso natural que é o nosso município”, disse Cardoso.

Imagens – Gabi Astete

“Hoje, esta festa demonstra a fé e união do nosso povo e como estamos dispostos a continuar gerando sonhos produtivos em nossa gente. Que 2023 nos traga todos os bons sentimentos presentes no universo”, frisou.

Imagens – Gabi Astete

Os atabaques do Terreiro de Umbanda São Jorge e as baianas do Jarê rogaram por mais amor e gratidão. Após a Virada, o som dos atabaques e o canto do Terreiro São Jorge, de Mãe Carmosina, arrastou uma multidão que, com muita fé e esperança no coração, aplaudiu quando o barco em oferenda a Iemanjá e Oxum foi depositado nas águas do Rio Paraguaçu como uma prece de paz para o ano que se inicia.

Antes mesmo da Virada, Saul Avellar elevou a energia ao máximo com um repertório diversificado, no qual os sopros tiveram um brilho especial. Logo depois veio Vini Dourado, um dos artistas da terra, e Pet Dauê, que promoveram um verdadeiro passeio musical pelos clássicos da música popular brasileiro. O novo ano ainda foi celebrado ao som de Adão Negro e, para finalizar a noite de folia, já quase 5h da manhã, a banda Os Clones fez a galera cair no arrocha.

Imagens – Gabi Astete

Por Wendal Carmo

CURTA NOSSAS REDES SOCIAIS

  

Atenção, não somos responsáveis pelos comentários