TSE suspende identificação biométrica nas eleições 2020

As eleições deste ano não terão a identificação biométrica dos eleitores que é obtida por meio das impressões digitais. A decisão é do presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso, depois de uma reunião com médicos dos hospitais Sírio Libanês e Albert Einstein e da Fundação Oswaldo Cruz.

As três instituições firmaram uma parceria com o TSE para a elaboração de um protocolo de segurança que reduza o risco de contágio durante a votação. A biometria foi descartada porque os aparelhos não podem ser higienizados toda vez que são usados e, também, para evitar longas filas provocadas pela identificação dos eleitores.

%d blogueiros gostam disto: