Noticias

Reconhecimento Facial chega a marca de 1.000 foragidos da Justiça localizados

O Sistema de Reconhecimento Facial (RF) da Secretaria da Segurança Pública da Bahia alcançou nesta quarta-feira (16), a marca de 1.000 foragidos da Justiça localizados. O milésimo encontrado possuía mandado de prisão por homicídio e foi capturado na capital baiana.

Cerca de 80% dos capturados respondem a homicídio, roubo, tráfico de drogas e estupro.

O procurado foi alcançado por equipes da 11ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Barra), acionadas pelo Centro Integrado de Comunicações (Cicom) da SSP.

O homem foi apresentado na Polinter, onde passou pelo processo de identificação humana e, na sequência, teve o seu mandado de prisão cumprido.

Quatrocentos e vinte e seis pessoas foram alcançadas em 2023, representando uma média aproximada de dois foragidos capturados por dia com apoio da tecnologia.

Estatísticas do RF

Mais de 35,5% dos foragidos da Justiça presos, após serem flagrados pela ferramenta tinham ordens de captura por prática de roubos, seguidos por homicídio com 19,5%, tráfico de drogas (19,2%) e estupro com 5,4%.

Procurados por feminicídio, estelionato, extorsão mediante sequestro, porte ilegal de arma de fogo, organização criminosa, assédio sexual, associação para o tráfico, furto, Lei Maria da Penha, lesão corporal e dívida de pensão alimentícia completam a lista.

“Cerca de 80% dos capturados respondem a homicídio, roubo, tráfico de drogas e estupro. Eles foram localizados pelo RF, sem a necessidade do uso da força. O investimento em tecnologia e inteligência continuará como prioridade. Parabéns a todos envolvidos no processo, que coloca a Bahia como referência mundial no uso deste equipamento”, declarou o secretário da SSP, Marcelo Werner.

Histórico

Usando peruca, maquiagem e roupas femininas, o folião de um tradicional bloco de carnaval da Bahia foi o primeiro foragido localizado, no ano de 2019. O homem tinha assassinado uma pessoa na cidade de Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador, após uma briga de trânsito.

Meses depois, na Micareta de Feira de Santana, a ferramenta também sinalizou a presença de 33 procurados pelo judiciário.

Em 2023, o RF encontrou 79 foragidos da Justiça no Carnaval de Salvador e outros 13 durante as festas de São João.

Vídeo polícia Expansão

O Reconhecimento Facial passa por um processo de expansão, iniciado em junho de 2022, com instalação de novos pontos de monitoramento na capital e em outras 80 cidades da Região Metropolitana de Salvador e do interior. O Governo do Estado investiu 665 milhões de reais na interiorização da tecnologia. Além de Salvador, a ferramenta captou pessoas procuradas nas cidades de Lauro de Freitas, Camaçari, Simões Filho, Candeias, Pojuca, Itaparica, Vera Cruz, Dias D’Ávila, Madre de Deus, Barreiras, Brumado, Vitória da Conquista, Seabra, Eunápolis, Porto Seguro, Itaberaba, Santo Estevão, Amargosa, Jequié, Juazeiro, Mucugê, Ibotirama, Capim Grosso, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Itabuna, Valença, Ilhéus, Irecê, Jaguaquara, Nova Fátima, Alagoinhas, Itamaraju, Serrinha, Santo Antônio de Jesus, São Sebastião do Passé, Paulo Afonso, Itapebi, Luís Eduardo Magalhães, Conceição do Coité e Casa Nova.

Texto: Marcia Santana – Fotos: Vitor Barreto

CURTA NOSSAS REDES SOCIAIS

  

Atenção, não somos responsáveis pelos comentários