Polícia Federal pede transferência de Lula para presídio

A Polícia Federal (PF) em Curitiba pediu, nessa terça-feira (24) a transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para um estabelecimento prisional adequado para o cumprimento da pena.

Entre os argumentos, estão os gastos para manter Lula preso na PF que, segundo a instituição, são muito altos e que a rotina mudou por causa da presença do ex-presidente.

Os agentes também alegam que a instalação onde ele se encontra não é apropriada para a longa permanência de pessoas alojadas, tendo sido improvisada.

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, por sua vez, criticou o pedido.

Ainda nessa terça-feira, uma comissão externa da Câmara dos Deputados não foi autorizada a visitar o ex-presidente.

Um dia antes, a Justiça Federal de Curitiba já havia informado da negativa. O deputado federal Paulo Pimenta, líder do PT na Câmara, criticou a decisão da magistrada. Ele afirmou que a decisão afeta a independência dos três poderes e ataca o Legislativo.

O presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM) adotou um discurso mais ameno.

A juíza destacou que apenas parentes e advogados estão autorizados a visitar presos na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba e que a regra vale para todos os presos.

Na decisão, a juíza federal Carolina Moura Lebos argumentou que no dia 17 de abril já foi feita uma vistoria no local, pela Comissão de Direitos Humanos, com a participação do Senado Federal.

Fonte EBC

%d blogueiros gostam disto: