Lençóis comemora primeiro feriadão após reabertura com turismo sem aglomeração

67 / 100

O município de Lençóis, localizado na Chapada Diamantina (Bahia), completa nesta quinta-feira, 15, duas semanas de reabertura para o turismo e, no último fim de semana, enfrentou um dos grandes desafios dessa nova fase: o feriado prolongado e a necessidade de evitar aglomerações. Com medidas de segurança que incluem vistoria sanitária em todos serviços turísticos autorizados a funcionar; exigência de teste COVID-19 e reserva antecipada para o turista; a cidade optou por uma reabertura lenta e gradual e o que era considerado polêmico no início começa a se mostrar como uma ótima opção de turismo consciente e responsável em tempos de pandemia.

A cidade reabriu tímida no último dia 1 de outubro com 70 visitantes nos quatro primeiros dias. Já com a chegada do feriadão de 12 de outubro, Lençóis registrou a entrada de cerca de 400 turistas .

Conhecida por atrair visitantes do mundo inteiro, Lençóis costumava registrar durante feriados prolongados mais de 90% de ocupação hoteleira em seus mais de 4 mil leitos de hospedagem. O medo era que com a reabertura, houvesse uma volta desordenada da atividade aumentando exponencialmente os riscos de contaminação pelo novo coronavírus.

De acordo com a Secretaria Municipal de Turismo (Sectur), com a reabertura houve também uma mudança no perfil de viagem com turistas permanecendo mais tempo na cidade. Visitantes do feriado, por exemplo, começaram a chegar no dia 5 de outubro e alguns com planejamento de permanecer até 16 do mesmo mês, de acordo com a Sectur.

Considerando que os meios de hospedagem liberados para funcionar estão com reservas autorizadas para apenas 50% da capacidade total, no momento da reabertura de Lençóis foram contabilizados pouco mais de 100 leitos em casas de temporada disponíveis e quase 550 leitos em hospedagens como hotel, pousadas e hostels. Desse total, pouco mais de 58% dos leitos foram ocupados e houve também alguns visitantes que optaram por ficar em casa de parentes e amigos chegando a cerca de 400 pessoas. Uma taxa considerada razoável devido ao contexto atual de pandemia.

“Podemos perceber que nossas medidas de segurança atraíram um público mais consciente. Também aumentou o tempo médio de permanência do turista na primeira quinzena de outubro. No feriado de 12 de outubro, a permanência em média de três diárias passou para cinco em muitas hospedagens”, comentou a Secretária Municipal de Turismo e Cultura de Lençóis, Roberta Ferraz.

Sobre a exigência de apresentação de laudo de teste COVID-19 (resultado negativo de teste realizado até 72 horas antes ou laudo de contaminação até três meses antes) para entrar na cidade, a secretária avaliou que a maioria dos turistas apoiou a decisão do Município. Inclusive nos casos dos desavisados que chegaram até a barreira sanitária ou rodoviária sem teste e precisaram retornar.

“Inclusive algumas hospedagens relataram cancelamentos de última hora porque os viajantes ao fazerem o teste descobriram que estavam com o novo coronavírus. No início essas medidas geraram polêmica, mas hoje estamos colhendo os frutos de ter apostado em reabertura gradual e lenta para o turismo em Lençóis. Não quer dizer que as medidas não serão avaliadas constantemente ou alteradas mas já podemos dizer hoje que é sim possível exigir que o turista seja também parte da nossa proteção contra COVID-19, por isso, pedimos também que quem está pensando em viajar se informe, planeje e contribua com as medidas de segurança decididas por cada lugar”, comentou Roberta.

Na próxima quinta-feira, Lençóis completa 15 dias de reabertura e a Prefeitura prepara uma avaliação geral de todo o processo com testagem comparativa por amostragem de grupos que trabalham diretamente no atendimento ao turista, revisão de todas as medidas adotadas e novas vistorias em serviços turísticos e meios de hospedagem interessados em reabrir.

Lençóis mantém a barreira sanitária na entrada da cidade 24 horas por dia desde março, sendo considerado um dos melhores controles e tem uma das maiores taxas de número de testes aplicados por número de habitantes da região. Foi também uma das últimas cidades da Bahia a registrar caso do novo coronavírus, não tendo nenhum caso grave ou óbito até o momento.

Lençóis – Chapada Diamantina – Bahia – O município de Lençóis tem cerca de 11 mil habitantes e recebia mais de 150 mil turistas nacionais e internacionais por ano. Além de ser tombada como patrimônio histórico nacional pelo centro histórico que preserva a memória do tempo do garimpo de diamantes; Lençóis é porta de entrada para Parques naturais exuberantes entre eles o Parque Nacional da Chapada Diamantina, onde moradores e turistas desfrutam de rios, cachoeiras, trilhas, morros e cavernas, entre outras atividades em meio à natureza. A cidade conta com ótima infraestrutura de turismo com diversidade de restaurantes, meios de hospedagem e receptivos turísticos, tendo sido eleita com o primeiro lugar no prêmio “Melhores Destinos 2019”.

%d blogueiros gostam disto: