Industria baiana gera mais de 38,7 mil postos de trabalho

De janeiro a dezembro de 2021, a indústria baiana gerou mais de 38,7 mil postos de trabalho. Os setores em destaques com saldos positivos de dezembro de 2020 a dezembro de 2021 foram informática com +57,4%, Coque, Derivados do Petróleo e Biocombustíveis com +14,6% e Produtos Alimentícios com +7,3%. Os dados constam no informe de indústria de janeiro da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).

imagem ilustrativa

“Os resultados positivos mostram a capacidade que a Bahia tem em desenvolver e promover novos postos de trabalho. Em um trabalho conjunto com as associações das indústrias estamos modernizando os distritos industriais e dessa forma podemos levar mais empresas para o interior do estado”, disse Nelson leal, Titular da SDE.

“Muito bom verificar que, apesar dos desafios que o segmento industrial nos apresentou no último ano, sobretudo com a saída da Ford do país, tenhamos gerado mais de 38 mil novos postos de trabalho. Os desafios sempre existirão, mas no fim o que importa é a nossa capacidade de lidar com eles e no que depender da disposição do Governo do Estado, trabalharemos incansavelmente pelo crescimento da nossa economia em seus diversos segmentos”. A avaliação é do vice-governador João Leão, secretário do Planejamento, que apontou o Polo Agroindustrial e Bioenergético do Médio São Francisco como exemplo da constante iniciativa do governo estadual pela promoção do segmento na Bahia.

Os três principais setores em destaques com saldo positivo de empregos na indústria em dezembro de 2021 foram os produtos alimentícios, com 207; fabricação de máquinas, aparelhos e materiais elétricos, com 158; e fabricação de bebidas, com 87 novos postos de trabalhos.

O valor do Dólar FOB, das exportações de produtos industriais baianos subiu 2,96%, em janeiro de 2022, na comparação com o mesmo período do ano anterior, os destaques positivos foram: Calçados com + 215% do valor exportado, de US$ 2,2 milhões em 2021 para US$ 6,8 milhões em 2022, Fumo com + 215% do valor exportado, passando para US$ 3,4 milhões em 2022 ante US$ 1,1 milhão em 2021, Petróleo com + 78% no valor exportado, de US$ 71,3 milhões em 2021 para US$ 126,8 milhões em 2022.

O segmento de Informática e Eletro-Eletrônico está disperso em cerca de 5 Territórios de Identidade. A maior quantidade de empregos está concentrada nos territórios do Metropolitano de Salvador, Litoral Sul e Portal do Sertão. O Estado vem incentivando o setor, atraindo e apoiando importantes empresas âncoras, como por exemplo: Pacific (aparelhos receptores e transmissores para radiofusão), Crown (ferramentas elétricas), Marschall (calhas, luminárias, spots, etc), Stinorland Brasil (seguidores solares – trackers), MDI (analisador metabólico modelo handy met), Color Visão do Brasil (máquinas de lavar, tanquinhos, depurador), Innov Serviços e Computadores (desktop, notebook), entre outras.

Já são 33 empresas incentivadas pelo governo do estado até janeiro de 2022, R$ 154 milhões em investimentos e 3.216 empregos gerados.

Kleber Medrado

Kleber Medrado é Jornalista com registro profissional 0006598/BA, editor Chefe do SeLigaChapada.com.brDesde 2013 trazendo informações da região Chapadeira para o mundo.

%d blogueiros gostam disto: