Hospital Roberto Santos bate recorde de neurocirurgias

O Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) registrou, nos últimos três meses, um aumento de 44,2% no volume de altas médicas na enfermaria de neurocirurgia da instituição. Isso impactou no aumento de 14,7% no volume cirúrgico da especialidade, em relação ao mesmo período do ano de 2018.

Hospital Geral Roberto Santos Na foto: Fotos: Ivan Erick | AGECOM

A produtividade do serviço de neurocirurgia do HGRS avança no mesmo período em que o centro cirúrgico do hospital passa por reforma, tendo que priorizar, assim, os procedimentos emergenciais de alta complexidade. Antes de dar início às obras no setor, em janeiro deste ano, a instituição havia registrado 67 neurocirurgias. Já nos meses seguintes, durante a readequação das salas, a especialidade chegou a realizar quase 100 procedimentos (98 em fevereiro e 93 em março) – patamar antes nunca atingido.

Coordenador do serviço no HGRS, o neurocirurgião Leonardo Avellar acredita que a melhoria dos indicadores se deve a uma série de medidas adotadas a partir do início de fevereiro. “Além da abertura de mais um turno cirúrgico, com realização de procedimentos noturnos, passamos a fazer visitas diárias às enfermarias e unidades de terapia intensiva [UTIs]. Somado a isso, um fator importante demais foi o estreitamento de contato com o Núcleo Interno de regulação [NIR]”, detalha o chefe da neurocirurgia, que responde por mais de 21,9% das cirurgias realizadas no HGRS.

O diretor-geral do hospital, o anestesiologista José Admirço Lima Filho, lembra ainda que a instituição tem outros três centros cirúrgicos produtivos: hemodinâmica, hospital dia e centro obstétrico. “Na hemodinâmica, por exemplo, realizamos mais de quatro mil procedimentos em um ano e três meses. Ninguém na Bahia tem essa produtividade”, afirma o gestor.

Fonte: Ascom/HGRS

%d blogueiros gostam disto: