Noticias

Governador se reúne com dirigentes da Fetag para debater agricultura familiar

Nesta sexta-feira (1º), o governador Jerônimo Rodrigues, se reuniu com os líderes da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura no Estado da Bahia (Fetag) para discutir a contribuição da agricultura familiar para a economia estadual e apresentar as iniciativas recentes direcionadas a setor econômico. O encontro que ocorreu na sede da federação, em Salvador, marcou as comemorações pelos 60 anos da entidade sindical.

O governador ressaltou a importância da agricultura familiar e reafirmou o empenho do Governo do Estado em fomentar e fortalecer essa atividade fundamental para a economia baiana. “A agricultura familiar representa um pilar essencial para o crescimento econômico e o desenvolvimento social da Bahia. Reconhecemos o empenho e a dedicação dos agricultores e agricultoras familiares, cuja contribuição é significativa para a produção de alimentos saudáveis e para a geração de empregos e renda em nosso estado”, categorizou.

O diretor da Fetag, João da Cruz, destacou a importância do diálogo direto entre os trabalhadores rurais e o governo estadual. “A visita do governador Jerônimo Rodrigues à nossa sede é uma evidência tangível de que nossas demandas estão sendo ouvidas e atendidas. A agricultura familiar representa a base de muitas famílias na Bahia, e essa colaboração entre a Fetag e o governo é essencial para enfrentarmos desafios e avançarmos conjuntamente”.

Também participaram do encontro, a secretária de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), ngela Guimarães; o secretário do Trabalho, Renda, Emprego e Esporte (Setre), Davidson Magalhães; os secretários das Relações Institucionais (Serin); e o diretor da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Jeandro Ribeiro.

Investimentos

O Governo da Bahia demonstrou seu compromisso com o fortalecimento da agricultura familiar mediante projetos estratégicos apresentados este ano. O lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar 2023-2024 trouxe um aporte significativo de R$ 3 bilhões em crédito do Pronaf, viabilizado em colaboração com o Banco do Nordeste e Banco do Brasil. O plano incluiu a expansão dos limites de financiamento no Pronaf A, cobrindo custeio e investimento, além de elevar os limites de financiamento do Microcrédito Pronaf B, acompanhado por um aumento na renda bruta familiar. Entre as medidas, está introdução do Pronaf Mulher, que oferece linhas de crédito específicas para agricultoras, enquanto jovens e indígenas também são contemplados com linhas direcionadas.

Paralelamente, o Projeto ‘Bahia que Produz e Alimenta’, lançado em 2023, receberá um investimento de R$ 750 milhões. Focado em aprimorar infraestrutura, serviços e a conexão entre organizações produtivas da agricultura familiar e os mercados, o projeto beneficiará 50 mil famílias e 600 organizações produtivas nos 27 territórios de identidade até 2027. Essas iniciativas refletem a dedicação do governo estadual em impulsionar a agricultura familiar, reconhecendo seu papel crucial na segurança alimentar e no desenvolvimento sustentável do estado.

Repórter: Tácio Santos

CURTA NOSSAS REDES SOCIAIS

  

Atenção, não somos responsáveis pelos comentários