Fique atento: As provas para o processo seletivo do REDA serão aplicada neste domingo (07/05)

As provas do processo seletivo para a contratação de professores e profissionais da educação, por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), da Secretaria da Educação da Bahia serão aplicadas no domingo (07/05). Ao todo, 32.433 candidatos se inscreveram para concorrer as 7.446 vagas ofertadas.

As provas serão aplicadas no turno matutino, das 8h às 12h, para as funções de professor da educação profissional, preceptor de estágio enfermagem, técnico de atendimento educacional especializado, tradutor/interprete de libras, cuidador educacional, braillista, instrutor de libras, professor, por segmento da Educação e o do técnico de nível médio/mediador.

Os cartões de inscrição  já estão disponíveis no site: www.ibrae.com.br

A seleção será realizada em apenas uma etapa, com prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, aplicada para as funções de professor da Educação Básica, Básica no Campo e Professor Indígena.

A aplicação da prova objetiva acontecerá em Salvador, Alagoinhas, Amargosa, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Caetité, Eunápolis, Feira de Santana, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itapetinga, Jacobina, Jequié, Juazeiro, Macaúbas, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Santa Maria da Vitoria, Santo Antônio de Jesus, Seabra, Senhor do Bonfim, Serrinha, Teixeira de Freitas, Valença e Vitória da Conquista.

Já para a seleção do técnico de nível médio/mediador para o EMITEC, a seleção será em 109 municípios e as provas vão ser aplicadas em Salvador, Alagoinhas, Amargosa, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Caetité, Eunápolis, Feira de Santana, Ibotirama, Ilhéus, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itapetinga, Jacobina, Jequié, Juazeiro, Macaúbas, Paulo Afonso, Porto Seguro, Ribeira do Pombal, Santa Maria da Vitoria, Santo Antônio de Jesus, Seabra, Senhor do Bonfim, Serrinha, Teixeira de Freitas, Valença e Vitória da Conquista.

Para professor da Educação Básica e Básica no Campo a remuneração será de R$1.072,68, mais gratificação da função temporária, no valor de R$ 334,46. Para professor da Educação Indígena, o salário é de R$ 1.014,35. Já para nível médio, o salário será de R$ 989,92.

Para todas as funções temporárias haverá auxílio transporte e será oferecida, de forma facultativa, a assistência médica do Estado somente para o titular, mediante contribuição mensal, conforme a faixa de renda salarial. A carga horária de trabalho para todas as funções citadas é 20 horas.

Com informações do G1

%d blogueiros gostam disto: