Fenômeno ‘Estrela de Belém’ será visível em todo o mundo após 800 anos

62 / 100

O último registro que se tem notícia da “Estrela de Belém” data de 800 anos atrás. Quer dizer que a última vez que aconteceu foi em torno do ano 1220. Trata-se da “Estrela de Belém”, ou a “Estrela do Natal”.

Os últimos registros que se tem deste fenômeno datam de 1623 e 1226 e, por isso, ele é considerado raro pelos astrônomos, já que cada planeta tem um tempo diferente para girar em torno do Sol, sendo 12 anos para Júpiter, e 30 para Saturno. Entre essas duas datas, a mais similar com a conjunção atual é a do século XIII. Algo assim não era visto, portanto, há quase 800 anos.

O fenômeno poderá ser visto hoje (21), no anoitecer, a partir de praticamente toda a Terra.

A Nasa deu dicas de como conseguir ver melhor o fenômeno:

Encontre um local com uma visão desobstruída do céu, como um campo ou parque. Júpiter e Saturno são brilhantes, então podem ser vistos até mesmo da maioria das cidades.
Uma hora após o pôr do sol, olhe para o céu do sudoeste. Júpiter se parecerá com uma estrela brilhante e será facilmente visível. Saturno será ligeiramente mais fraco e aparecerá um pouco acima e à esquerda de Júpiter até 21 de dezembro, quando Júpiter o alcançará e eles inverterão suas posições no céu.

Os planetas podem ser vistos a olho nu, mas se você tiver binóculos ou um pequeno telescópio, poderá ver as quatro grandes luas de Júpiter orbitando o planeta gigante.

Kleber Medrado

Kleber Medrado é Jornalista com base na Decisão do STF 511.961, na qual já exerce a profissão oficialmente desde 09/12/2013, quando criou o site SeLigaChapada.com.brSão anos de experiencia e reconhecimento em toda região onde o site tem cobertura de forma oficial.

%d blogueiros gostam disto: