Corpo encontrado na Chapada Diamantina pode ser de Espanhol

Equipes do Corpo de Bombeiros Militares da Bahia, através dos seus Combatentes Florestais, encontrou nesta tarde (11/05) os restos mortais que acreditam ser do espanhol Hugo Ferrara Tormo, 27 anos, desaparecido no dia 20 de dezembro de 2015 na chapada diamantina.

A operação teve o apoio da aeronave do “Programa Bahia sem Fogo – BSF” e contou com uma equipe composta por 08 militares formados pelo Curso de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais que, além de prepará-los para o combate às chamas, os capacita em realizar busca e salvamento em regiões de difícil acesso, como é o caso da Chapada Diamantina. As buscas ocorreram sob as diretrizes traçadas pelo subcomandante do 11º GBM, o Maj BM Vianey.

Toda a operação de buscas foi dividida em etapas. O CBMBA foi acionado para realizar buscas, e percorreu as principais trilhas turísticas que ligam até a Cachoeira da Fumaça. Foram percorridos vales, cânions, cachoeiras e leitos dos principais rios de região atrás de indícios que levassem ao desaparecimento. Além disso, em nossas ações desde 2016 contamos com o apoio de guias do Vale do Capão e de Lençóis.

A operação foi retomada a partir do momento em que um guia local encontrou uma mochila com pertences que, supostamente, pertenciam ao espanhol. A partir daí, montou-se um esquema de buscas pautado em evidências reais do desaparecimento.

Os Combatentes Florestais são especialistas em Incêndios Florestais, Busca e Salvamento na região da Chapada Diamantina. Desde o ano passado 44 Bombeiros Militares passaram pela capacitação que os moldaram às especificidades do terreno encontrado na Chapada Diamantina tanto no que se refere ao Combate às queimadas, quanto em situações de busca e salvamento, sempre com o apoio da Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia, conforme preconiza o BSF.

As informações são do Agora a Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.