Noticias

Candidato à presidência do Equador é assassinado com tiros na cabeça após comício

Um candidato a presidente do Equador, Fernando Villavicencio, foi assassinato com três tiros na cabeça após sair de um encontro político na cidade de Quito nesta quarta-feira (9), conforme a mídia do país. As informações são do G1.

Os assessores de Villavicencio confirmaram a morte. Segundo o jornal “El Universo”, as pessoas que estavam no encontro de campanha ouviram disparos e então notaram que Villavicencio caiu no chão. Na segunda, funcionários do Conselho Nacional Eleitoral afirmaram que estavam recebendo ameaças de morte.

A presidente da instituição, Diana Atamaint, que fez o alerta, afirmou que os servidores públicos “estão expostos a essas circunstâncias, não apenas a receber ameaças, mas também à violência política”, como insultos em redes sociais.

O Equador irá eleger um presidente, vice-presidente e os 137 parlamentares no dia 20 de agosto. O presidente Guillermo Lasso dissolveu a opositora Assembleia Nacional, em maio, para pôr fim à “crise política grave e comoção interna”.

CURTA NOSSAS REDES SOCIAIS

  

Atenção, não somos responsáveis pelos comentários