Neste domingo (05/11) a tradição do batismo católico movimentou a Praça São José, diversas crianças foram batizadas, vários amigos se reencontraram, a paróquia São José ficou lotada.

Fotos: Otto Santos – Seligachapada

O batismo era geralmente realizado anualmente na tradição do padroeiro São José, não se tem uma informação oficial sobre a mudança.

Fotos: Otto Santos – Seligachapada

Qual é o significado do batismo?

Na Igreja Católica, o batismo representa o primeiros dos sete sacramentos e é considerado um rito de passagem. Ao receber tal benção, a criança inicia a sua fé e sua vida cristã, tornando-se um filho de Deus, um discípulo de Cristo, um membro da Igreja e abrindo seu caminho para a salvação. Não se recebe nenhum outro sacramento sem o batismo. Tal tradição, que se tornou muito comum no Brasil (um país religioso), representa também um momento de celebração, ideal para unir familiares e amigos. O rito é feito com água sagrada sobre o iniciado e cada um dos elementos da cerimônia tem um significado.

Óleo e água –A madrinha conduz a criança até a pia batismal e o padre derrama, com uma jarra, a água sagrada em sua cabeça, dizendo as preces do batismo: ‘Eu te batizo, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo’. Tal gesto representa vida nova e confirma que a criança está batizada. Em algumas igrejas, o padre passa um pouco de óleo dos catecúmenos no peito da criança, pedindo que a força de Cristo penetre na vida dela.

Vela – Durante a cerimônia, a madrinha carrega a criança e o padrinho fica ao seu lado. Depois da benção, o padrinho oferece simbolicamente uma vela acesa à criança, dizendo: `Recebe a luz de Cristo´. Essa vela é o Círio Pascal, que simboliza Cristo, a luz do mundo.”

Roupa branca – Normalmente, o iniciado usa roupas brancas, que representam a pureza. Em algumas famílias, o uso do mandrião é tradicional e a roupa passa de geração em geração. Trata-se de um vestido longo branco, uma veste tradicional de batismo, usada tanto por meninos quanto meninas. Outro costume – mas não uma regra – é a madrinha escolher a roupa do batizado.

Qual é o papel dos padrinhos?

Os padrinhos são figuras muito importantes no batismo. Eles assumem a tarefa de garantir que o iniciado seguirá seus estudos da doutrina cristão. Ou seja, é deles a responsabilidade de que a ligação dos pequenos com aquela igreja não acabe por ali. “Padrinho e madrinha devem ser cristão firmes, capazes e prontos a ajudar, o novo batizado, criança ou adulto, em sua caminhada na vida cristão.” (retirado do Catecismo da Igreja Católica, número 1255). Recomenda-se escolher pessoas bem próximas da família e que tenham um vínculo com a religião

Os pais precisam ser batizados?

A exigência costuma ser a de que os pais sejam casados na Igreja e no Civil. Normalmente, o fato dos pais não serem batizados não impede o batismo. As exigência da Igreja, de acordo com o Código de Direito Canônico, pesam muito mais sobre os padrinhos do que sobre os pais. 

Os padrinhos precisam ser batizados e casados na Igreja Católica?

Sim, normalmente, tal exigência é feita pela igreja. No caso de padrinhos casados, é exigido que tal união tenha sido feita também na Igreja, e não somente no civil, pois o fato vai de encontro com o 6o item, abaixo (a Igreja considera que quem mantém um casamento não abençoado pela Igreja vive em desacordo com a fé).

De acordo com o Código de Direito Canônico – Cânon 874 § 1. Para que alguém seja admitido para assumir o encargo de padrinho, é necessário que:
1° – Seja designado pelo batizando, por seus pais ou por quem lhes faz as vezes, ou, na falta deles, pelo próprio pároco ou ministro, e tenha aptidão e intenção de cumprir esse encargo;
2° – Tenha completado dezesseis anos de idade
3° – Seja católico, confirmado, já tenha recebido o santíssimo sacramento da Eucaristia e leve uma vida de acordo com a fé e o encargo que vai assumir;
4° – Não tenha sido atingido por nenhuma pena canônica legitimamente irrogada ou declarada;
5° – Não seja pai ou mãe do batizando;
6° – Leve uma vida de acordo com a fé (católica)

Padrinhos precisa ser um casal (homem e mulher) ou pode-se chamar 2 pessoas do mesmo sexo, como duas irmãs, por exemplo?

Habitualmente, a escolha recai sobre um padrinho e uma madrinha – casados entre si ou não. No entanto, também se admite apenas um padrinho ou apenas uma madrinha (cân. 873). A solução, nos casos em que se deseja ter 2 padrinhos ou 2 madrinhas costuma ser a seguinte: apenas um deles assina como madrinho/padrinha e o outro assina como testemunha. Sugerimos conversar com o padre da Igreja escolhida.

Com quanto tempo de antecedência se deve agendar e quais são os documentos necessários?

Depende da agenda da Igreja eleita. Em todas, no entanto, o documento indispensável aos pais e padrinhos é o certificado do curso preparatório, assim como a certidão de nascimento da criança. Costuma-se pedir também os certificados de casamento religioso e civil, assim como o RG e comprovante de residência. Na Paróquia Nossa Sra. do Brasil (SP), por exemplo, o curso preparatório acontece uma vez por mês. Aos padrinhos, costuma-se pedir a certidão de Batismo (é exigência na N. Sra do Brasil).

Existe alguma regra em relação à idade certa para batizar?

A Igreja Católica sugere que o batizado seja feito o quanto antes, de preferência nos primeiros meses de vida, mas, podem receber o Batismo crianças de diferentes faixas etárias. A partir dos setes, no entanto, a preparação é feita através da Catequese Paroquial.

Dá redação Seligachapada, com informações da vestidademae, colaborou Otto Santos

Comentários

Clique aqui para comentar sobre esta informação

Share.

About Author

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: